A morte de uma idosa de 74 anos, encontrada com marcas de facadas dentro do próprio carro, na beira da Praia da Itapeva, em Torres, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, é investigada pela Polícia Civil. Um suspeito já foi identificado e entrou em contato com a investigação, por meio de uma amiga.

Veja abaixo o que se sabe e o que falta saber sobre o caso:

Quem era a vítima?
Como ela foi encontrada?
Quem é o suspeito?
Quais são as possíveis motivações para o crime?
Onde ocorreu o caso?

  1. Quem era a vítima?
    Segundo a Polícia Civil, a mulher se chamava Marlene Gonçalves Martins da Silva Zucheto, de 74 anos.
  2. Como ela foi encontrada?
    Após denúncia anônima, policiais da Brigada Militar, a polícia militar do RS, encontraram o corpo dentro do carro, um Voyage branco, que está no nome de Marlene. O veículo tem placas de Santa Catarina.

Marlene estava de bruços, no banco do carona. O corpo estava ensanguentado. Conforme informações da polícia, ela foi esfaqueada.

  1. Quem é o suspeito?
    A Polícia Civil não divulga detalhes sobre a identidade do suspeito, para não atrapalhar as investigações. Neste domingo (24), o delegado do caso, Marcus Vinícius Muniz Veloso, revelou que um suspeito entrou em contato com a polícia, através de uma amiga, sem dar mais detalhes.

Ainda de acordo com o delegado, não foi marcado depoimento do suspeito e a polícia ainda ainda ouve “muita gente” nesta fase inicial do inquérito.

  1. Qual a motivação do crime?
    A possível motivação também não foi revelada pela Polícia Civil, que se limitou a classificar a linha de investigação como homicídio.
  2. Onde ocorreu o caso?
    O carro com o corpo da idosa foi localizado na Praia da Itapeva, com 6 km de extensão, próxima ao Parque da Guarita. O local fica dentro de um parque estadual.

Torres é um dos principais municípios do Litoral Norte do RS, na divisa com Santa Catarina. A cidade tem uma população de 39,3 mil pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui