Promessa não cumprida pela Receita deixa bancos em polvorosa

thomas Scholze
thomas Scholze

Uma promessa feita pelo Ministério da Economia aos bancos estão deixando as instituições financeiras em polvorosa nesta sexta-feira, 2. A Receita Federal, em 2 de abril, zerou o Imposto sobre Operação Financeira (IOF) por seis meses. Foi uma das medidas para aplacar os efeitos nocivos da pandemia de Covid-19. Contudo, o secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, garantiu aos bancos que a alíquota zero seria estendida até o fim deste ano.

Os bancos estavam contando com a publicação da informação no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 2. Contudo, a publicação não veio. Agora, estão correndo para ajustar os sistemas para contemplar a alíquota anterior à decisão de abril: 3%. O IOF zero teve um impacto nas contas do governo de 7 bilhões de reais.

Atualização 14h20: Fontes do governo afirmam que o texto está no Palácio do Planalto, apenas aguardando a assinatura do presidente Jair Bolsonaro. Ainda pode sair em edição extra, na tarde desta sexta.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade

Compartilhe esse Artigo