Polícia tem indícios de que o acidente possa ter sido provocado. Mulher ainda está internada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas, e polícia aguarda recuperação dela para cumprir a medida. Acidente ocorreu na BR-386, em Lajeado
Rádio Independente
A Justiça aceitou pedido de prisão preventiva da mulher que se envolveu em um acidente com a filha de dois anos, na BR-386, em Lajeado, no Vale do Taquari, na segunda-feira (17). A informação foi confirmada pelo delegado responsável pelo caso, Márcio Moreno, e pela 1ª Vara Criminal do Foro de Lajeado.
No acidente, o carro em que a mulher de 34 anos viajava com a filha bateu de frente em uma carreta. Um terceiro veículo, de Ijuí, acabou batendo na traseira do carro.
A menina teve apenas alguns arranhões. Já a mãe foi internada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Segundo a instituição, ela continua na UTI, com bom estado de saúde e com quadro estável.
A polícia pediu a prisão preventiva da mulher por indícios de que o acidente pode ter sido provocado.
O pai da criança foi ouvido e relatou estar separado da mulher há cerca de um ano. “Agora, então, tem um outro relacionamento e que ela [a mãe da filha] não estaria aceitando esse outro relacionamento que ele estaria mantendo”, afirmou a delegada Shana Hartz.
Pessoas próximas à mulher também foram ouvidas, porém o conteúdo dos depoimentos não foi divulgado. A investigação está em sigilo.
A polícia aguarda a recuperação dela para que a medida seja cumprida.
VÍDEOS: tudo sobre o RS