Indivíduo responderá ao crime em liberdade. Caso foi denunciado pelos tutores do animal. Corpo de cão foi recolhido por policiais civis, em Canoas
PC/D
A Polícia Civil de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, indiciou um homem, nesta quinta-feira (15), por maus-tratos a animais. O suspeito, de 22 anos, teria agredido uma cadela a chutes, no bairro Fátima, no dia 12 de abril. O indivíduo, cuja identidade não foi revelada, responderá ao crime em liberdade.
O animal pertencia a vizinhos do homem. Em depoimento, o indiciado disse ter sido atacado pelo cão.
Entretanto, segundo a delegada Tatiana Bastos, testemunhas negaram a versão, relatando que a cadela sofreu dois chutes violentos por parte do rapaz.
“Com base na oitiva das testemunhas, que confirmaram a dinâmica dos fatos e os chutes desferidos pelo agressor, e no relatório da médica veterinária que atendeu o canino, o agressor foi indiciado”, relatou.
O caso foi denunciado pelo tutor do animal à 4ª Delegacia de Polícia da cidade um dia após o ocorrido, quando a cadela morreu. O corpo do cão foi levado, por agentes, à Secretaria Extraordinária dos Direitos dos Animais, onde foi constatada a morte por choque hemorrágico.
A responsável pelas investigações ainda afirmou que, pela crueldade e comoção pública, o fato mereceu atenção da Polícia Civil.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS