Secretaria Estadual da Saúde diz que quantidade entregue aos municípios é matematicamente suficiente para imunizar quem está com a segunda dose em atraso. Caixa com ampolas da CoronaVac em Porto Alegre
Cristine Rochol/PMPA/Divulgação
Ao menos 10 municípios do Rio Grande do Sul afirmam que a remessa da CoronaVac, entregue pelo governo do estado, nesta quarta-feira (19), não será suficiente para completar a segunda dose de quem está com a imunização atrasada. Veja lista abaixo.
O manifestação das prefeituras contraria o exposto pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), no domingo (16). Na ocasião, a pasta afirmou que a quantidade entregue nesta semana seria capaz de garantir o reforço vacinal de quem tinha tomado a primeira dose da CoronaVac.
Em nota divulgada nesta quarta, a SES reforçou seu posicionamento, dizendo que, “matematicamente”, distribuiu doses suficientes aos municípios. De acordo com o governo do estado, 1.650.580 doses da CoronaVac foram destinadas à segunda aplicação, aproximadamente 3 mil a mais do que o enviado para a primeira dose. Veja a íntegra da nota abaixo.
O governo do estado orienta que as vacinas sejam aplicadas tão logo seja possível e que as prefeituras façam o registro Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações.
Pouco mais de 251 mil doses da CoronaVac estão sendo distribuídas pelo estado ao longo do dia. Parte da remessa é composta por uma carga de 188 mil doses da vacina, que chegou ao RS na terça.
Cidades que dizem não ter doses suficientes
Região Metropolitana
A Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre afirma que, mesmo com a entrega de 37.590 doses, conforme a SES, não será possível completar a imunização de quem está com o reforço atrasado. A prefeitura não informou quantas doses seriam necessárias para vacinar todos que aguardam pela Coronavac.
A Prefeitura de Gravataí afirma que só receberá 60% das doses que necessita. Segundo a SES, a cidade irá receber 6.130 vacinas.
A cidade de Sapucaia do Sul diz ter 5,3 mil pessoas em atraso. Entretanto, o município só receberá 2.880 doses.
A Prefeitura de Cachoeirinha também diz ter 5,3 mil pessoas na fila pela segunda dose da CoronaVac. O total destinado ao município é de 2.650 doses.
Já em São Leopoldo, há 5,2 mil pessoas com doses em atraso e 4.680 doses entregues no último lote. Segundo o município, vão faltar em torno de 520 doses para garantir o reforço da CoronaVac a todos.
Em Novo Hamburgo, a Secretaria Municipal da Saúde diz que as 5,2 mil doses recebidas nesta quarta não serão suficientes para zerar a fila de pessoas que aguardam o imunizante na cidade. A prefeitura não informou quantas doses faltam.
A cidade de Alvorada recebeu 3.660 doses de CoronaVac. A prefeitura ainda não tem o número exato de quantas doses podem faltar, o estoque está sendo verificado pela Secretaria da Saúde.
A Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) aponta que, para colocar em dia o esquema vacinal, seriam necessárias 162.090 doses. Entretanto, os 19 municípios associados, incluindo Porto Alegre receberam apenas 79.890 doses, 82.200 a menos que o necessário.
Região Norte
A cidade de Erechim recebeu 2.260 doses. Segundo a prefeitura, cerca de 3 mil pessoas estão com a segunda dose em atraso.
Em Passo Fundo, são 3,9 mil pessoas que precisam tomar a segunda dose, de acordo com a prefeitura. Todavia, o município recebeu 3.760 doses.
Região Sul
A chegada de 8.520 doses da CoronaVac em Pelotas não será suficiente para fechar o esquema vacinal, conforme a Vigilância em Saúde do município. A prefeitura estima que faltariam cerca de 10 mil doses para concluir a imunização dos idosos, mesmo com a chegada da nova remessa.
Região da Serra
O município de Bento Gonçalves necessita de 3,7 mil doses, segundo a prefeitura, mas recebeu um lote com 2.470 doses.
Cidades em que não há falta
Em Caxias do Sul, na Serra, a Secretaria da Saúde afirma que 7 mil pessoas aguardam a segunda dose da CoronaVac. Entretanto, a cidade vai receber 9.020 doses do governo do estado.
Em Canoas, na Região Metropolitana, há 5,7 mil pessoas com doses em atraso, segundo a prefeitura. O lote entregue ao município é de 7.380 doses.
Nota da SES:
“Desde o início da campanha de vacinação da Covid-19 no RS, em janeiro de 2021, a Secretaria da Saúde (SES) distribuiu 1.647.470 doses da vacina Coronavac aos municípios gaúchos para aplicação da primeira dose em grupos prioritários, seguindo a ordem estabelecida pelo Plano Nacional de Imunizações (PNI) e conforme pactuações entre Estado e municípios (municípios representados pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde, o Cosems).
Para segundas doses (D2), a SES repassou 1.650.580 doses aos municípios (a última distribuição está ocorrendo nesta quarta, dia 19).
Matematicamente, portanto, o Estado distribuiu doses suficientes para completar o esquema vacinal de todos os gaúchos imunizados com a primeira dose da vacina Coronavac.
A recomendação da SES é que os municípios apliquem as segundas doses da Coronavac recebidas nesta quarta tão logo seja possível, para garantir a imunidade completa dos cidadãos, e que registrem de forma célere todas as aplicações no SI-PNI (Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações). A partir desse registro, será possível avaliar faltas pontuais e planejar, se for o caso, remanejamento de saldos entre os municípios.
É importante, nesse sentido, que as doses de Coronavac que estão sendo distribuídas nesta quarta sejam aplicadas exclusivamente para D2 e que haja o registro imediato no sistema oficial de acompanhamento, o SI-PNI.”
VÍDEOS: Tudo sobre o RS