De aves a répteis, 34 animais foram recuperados antes de voltar aos habitats naturais em cidades da Região Metropolitana. Animais são devolvidos à natureza pelo zoo de Canoas
O Zoológico Municipal de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, devolveu à natureza, nesta quarta-feira (31), 34 animais silvestres. Eles chegaram até o zoo através da comunidade e de órgãos ambientais, passaram por avaliação dos técnicos, tratamento e foram reabilitados para viver livres novamente.
“Recebemos 766 animais durante todo o ano de 2020. Essa é a soltura dos remanescentes do final do ano e início de 2021. Alguns tiveram um tratamento mais longo e uma recuperação mais lenta”, explica a bióloga Patrícia Valentim.
A soltura ocorreu simultaneamente em quatro locais diferentes, onde habitam as espécies. Quatro equipes partiram do Mini Zoo rumo à Fazenda Guajuviras (Canoas), Cachoeirinha, Nova Santa Rita e São Leopoldo.
“Estamos muito gratos de poder fazer esse trabalho. Alguns desses animais eram órfãos e precisaram ser reabilitados para serem soltos. Outros vieram bem debilitados, como o gavião quiri-quiri e o teiú. Este estava com cola por todo o corpo. Foi encontrado em uma armadilha de rato e recebeu um tratamento específico para a retirada dessa cola. Deu tudo certo”, diz a veterinária Isadora Favreto.
34 animais foram devolvidos à natureza nesta quarta (31)
MiniZooCanoas/Reprodução
Foram devolvidos à natureza os seguintes animais:
2 sanhaçus-cinzento (Tangara sayaca) que entraram no zoo em 19/02/21 e 18/03/21. Ainda jovens, as aves caíram do ninho durante uma forte chuva. Já estão voando bem. Local: Canoas – Fazenda Guajuviras
2 pombas-de-bando (Zenaida auriculata) que entraram no zoo em 20/01/21 e 24/02/21. Ambas foram encontradas em via pública sem conseguir voar. Atualmente estão voando bem. Local: Canoas – Fazenda Guajuviras
1 cruzeira (Bothrops alternatus) que deu entrada no zoo em 27/03/21. O animal foi encontrado embaixo de uma tampa de um bueiro, dentro da penitenciária. Local de soltura: Canoas – Fazenda Guajuviras
1 gavião quiri-quiri (Falco sparverius), com entrada no zoo dia 26/02/2021. A ave foi atacada por um cão no município de São Leopoldo, tendo lesões leves. Atualmente, já está recuperado e apto para soltura. Local: São Leopoldo – Parque do Rio Velho
3 gambás-de-orelha-branca (Didelphis albiventris). Os filhotes deram entrada no zoo em 01/02/2021. A mãe foi atacada por cães no município de São Leopoldo. Atualmente já pesam, em média, 400g. Local: São Leopoldo – Parque do Rio Velho
5 tigres d’água-brasileiras (Trachemys dorbigni) encontrados em via pública longe de cursos d’água. Local: São Leopoldo – Parque do Rio Velho
5 gambás-de-orelha-branca (Didelphis albiventris), filhotes, que deram entrada no zoo no dia 09/01/2021. A mãe foi atacada por cães. Atualmente, pesam cerca de 400g
6 tigres d’água-brasileiras (Trachemys dorbigni) foram entregues ao zoo, permaneceram em reabilitação e já estão aptos para soltura. Local: Cachoeirinha
1 gavião Teiú (Salvator merinae) foi encontrado em uma residência, grudado na cola de uma armadilha para rato. Deu entrada no zoo em 23/02/21, passou por tratamento e se recuperou. Local: Nova Santa Rita
7 tartarugas tigres d’água-brasileiras (Trachemys dorbigni) foram entregues ao zoo para reabilitação. Local: Nova Santa Rita
1 cágado-pescoço-de cobra (Hydromedusa tectifera) foi encontrado em uma obra, deu entrada no zoo em 22/01/21, recebeu tratamento e já está apto para soltura. Local: Nova Santa Rita
Vídeos: Bom Dia Rio Grande