O governo de São Paulo deve botar na rua até o final de outubro o edital que escolherá a empresa responsável pelos festejos do bicentenário da independência do Brasil. A expectativa é iniciar as comemorações em setembro de 2021 e só encerrar os festejos um ano depois.

O auge das celebrações está previsto para acontecer na semana do feriado, com intensa programação diária. A reabertura do Museu do Ipiranga já está agendada para o dia 7.

O tema é tratado como prioridade dentro da gestão paulista. A cada reunião semanal com o secretariado, o governador cobra o andamento das reformas do museu e a despoluição do córrego do Ipiranga.

A festa deverá ser inteiramente custeada pela iniciativa privada, adianta o secretário estadual de cultura Sérgio Sá Leitão. Segundo ele, o edital seguirá modelo semelhante ao adotado pela prefeitura da capital no patrocínio do Carnaval de rua. Os valores ainda estão em aberto.

Continua após a publicidade