Internacional, Club Athletico Paranaense e Grêmio lideram ranking regional da Sports Value

Estádios de Inter e Athletico ajudaram a valorizar marcas dos clubes

Nada menos que sete clubes da região Sul estão no ranking dos times mais valiosos do Brasil. Internacional, Club Athletico Paranaense, Grêmio, Coritiba, Avaí, Chapecoense e Figueirense fazem parte do estudo feito pela Sports Value, consultoria especializada em gestão esportiva com sede em São Paulo (veja as principais tabelas ao final desta reportagem). Na metodologia são considerados todos os ativos dos clubes, como dinheiro no caixa e bancos, aplicações financeiras e valores a receber. E também os ativos imobilizados, como estádio, centro de treinamento e edificações em geral. Há ainda a avaliação da marca, potencial de mercado, potencial esportivo e aproveitamento de receitas oriundas da marca.

O Internacional lidera o ranking do Sul, sendo o quinto do Brasil, com valor de marca de R$ 1,7 bilhão. “O clube tem alto valor, pela parceria para a reforma do Beira Rio, refletindo em altos valores em seu ativo. O departamento de futebol consome R$ 304 milhões anuais e dívidas em alta são sua realidade”, avalia o consultor Amir Somoggi no relatório. “O Club Athletico Paranaense está extremamente bem posicionado por ser o melhor clube do Brasil em gestão de ativos, tem CT, Arena e uma dívida somente associado ao seu estádio. Fecha sempre com superávits e tem um modelo sólido de gestão. Seus custos com futebol superam os R$ 260 milhões anuais”, revela Somoggi.

O Grêmio, terceiro do Sul e oitavo maior valor do futebol brasileiro com R$ 1,5 bilhão, é destacado no levantamento como um time que tem sólido controle orçamentário e que em lucro há quatro exercícios financeiros. Somoggi também revela que os clubes catarinenses têm muito potencial para fazer com que suas marcas sejam mais valorizadas – especialmente a Chapecoense que teve seu retorno à elite do futebol brasileiro garantido na terça-feira (12). O estudo também ajustou o valor das marcas ao total das dívidas operacionais, descontadas as dívidas fiscais do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileir (Profut). No Sul, de acordo com o estudo da Sports Value, o Grêmio é o mais endividado, seguido pelo Internacional e pelo Club Athletico Paranaense.