Empresário usou o chassi de um veículo antigo e decorou com luzes de LED. Família ainda levou o Papai Noel para distribuir doces a crianças da Região Metropolitana de Porto Alegre. Criança e avô distribuem presentes de Natal em Canoas
O presente de Natal que Bianca da Silva Severo, de oito anos, pediu ao avô, Vladimir Vieira da Silva, não era para ela, mas para inúmeras crianças de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Ela inspirou o empresário a construir um trem que pudesse transportar o espírito natalino a muita gente.
Ela conta que estava preocupada que os problemas acarretados pela pandemia de coronavírus prejudicassem o Natal de outras crianças .
“Como está no vírus, talvez o Papai Noel não venha. Aí eu tive a ideia de dar os presentes, dar os docinhos, sabe? Elas também têm que ter pelo menos um brinquedinho pra brincar”, diz a menina.
“Eu falei que ia fazer um trem pequeno pra ela e para o outro neto, e ela sugeriu fazer um trem grande. Eu perguntei qual a função do trem grande, e ela disse que queria distribuir presente e brinquedo para as crianças que estão em casa e que os pais, como não estão trabalhando, não iam ganhar nada. Então que, no mínimo, viesse o Papai Noel e desse uma bala, um bombom, um pirulito, o que fosse”, relata Vladimir.
Inspirado pela neta e com apoio de uma empresa, Vladimir fez a alegria de muitas crianças em Canoas
Reprodução/RBS TV
Para atender ao pedido da neta, o empresário comprou um carro velho e aproveitou o chassi. Depois, usou chapas de aço, canos de PVC, luzes de LED e pedaços de madeira para concluir o trem.
Com muita criatividade, em três meses a transformação estava feita.
“Eu fui fazendo, o pessoal cortando, soldando. Teve uma empresa que me ajudou muito. Eles queriam fazer uma ação social e deram a mão de obra para mim, e eu acompanhei tudo”, conta Vladimir.
Nesta quarta (23), o trem foi às ruas de Canoas pela segunda vez na semana. Bianca ia em um dos vagões junto ao Papai Noel.
Os doces e brinquedos foram distribuídos de graça, tudo doado pela família de Vladimir, amigos e vizinhos.
“A ideia é perfeita, magnífica. Gostei mesmo. Ainda mais o modelo de locomotiva, pra mim, que sempre fui ferroviário. A hora que eu vi o projeto, no início, disse que ia ficar perfeito, como ficou. Ficou perfeito”, comenta o ferroviário aposentado Cleomar Leal.
Até o fim de dezembro, outros seis passeios estão programados por diferentes bairros. Distribuindo brinquedos, doces e, mais do que isso, renovando a esperança de muita gente.
“Só de tu ver o pessoal na rua, compartilhando, buzinando, gritando, as crianças olhando. Não tem no mundo o que pague isso [sorriso da neta]”, emociona-se Vladimir.
Trem feito de chassi de carro antigo fez a alegria de crianças em Canoas
Reprodução/RBS TV
Veja os vídeos do Bom Dia Rio Grande:
a