Estão sendo cumpridas 43 ordens judiciais nas cidades em Nova Santa Rita, Canoas, Porto Alegre, Esteio, Cachoeirinha, Viamão, Sapucaia do Sul, Gravataí, Alvorada, Guaíba, São Leopoldo e Tapes. Oito pessoas já haviam sido presas até as 8h desta quinta-feira (17). Participam de contra o furto e roubo de celulares 230 policiais, 55 viaturas e o apoio aéreo no RS
Polícia Civil/Divulgação
A Polícia Civil faz operação uma operação para prender investigados de roubo e furto de celulares em 12 cidades do Rio Grande do Sul, na manhã desta quinta-feira (17). Segundo a polícia, até as 9h30, 11 pessoas foram presas em flagrante por receptação e porte de arma de fogo.
Além disso, foram apreendidos celulares fruto de roubo ou furto, munição, arma de fogo e dinheiro em espécie.
Estão sendo cumpridos três mandados de prisão preventiva e 39 de busca e apreensão nas cidades de Nova Santa Rita, Canoas, Porto Alegre, Esteio, Cachoeirinha, Viamão, Sapucaia do Sul, Gravataí, Alvorada, Guaíba, São Leopoldo e Tapes.
A investigação começou após um furto em uma loja de eletrodomésticos e eletrônicos de Nova Santa Rita, na Região Metropolitana de Porto Alegre, em 18 de setembro de 2019. Foram levados 17 celulares, na época.
Os presos serão encaminhados ao sistema prisional.
Investigações começaram após furto em loja de Nova Santa Rita, em 2019
Polícia Civil/Divulgação
Investigação
Após o furto na loja em setembro de 2019, a polícia começou analisar imagens das câmeras de segurança e, com os depoimentos de testemunhas, foi possível identificar as responsáveis pelo crime.
Aprofundando as investigações, polícias civis verificaram que se tratava de uma esquema maior e que, possivelmente, seriam responsáveis por outros roubos na Região Metropolitana de Porto Alegre e também na Capital.
Surgiu operação policial desenvolvida para combater esse esquema criminoso, batizada de ‘Sem Sinal’, que foi deflagrada nesta quinta-feira (17).
Veja vídeos de notícia do Rio Grande do Sul