Prosper VLT atenderá rota turística no Sul do país e terá versões para transporte urbano e intermunicipal

James Bellini, Susana Tercila Giordani, Leonardo Giordani, Andréia Zucchi e Petras Amaral: a partir dessa primeira entrega, novas negociações iniciaram com algumas cidades do Brasil. (Foto: Júlio Soares)

Melhorar a experiência de vida por meio da mobilidade. A isso se propõe o mais novo lançamento da Marcopolo Rail, o Prosper VLT, primeiro veículo leve sobre trilhos (VLT) da companhia. O modelo será produzido junto ao complexo industrial da Marcopolo em Caxias do Sul (RS), em fábrica específica para trens, e terá versões para atender também aos sistemas de transporte urbanos e intercidades. Fruto de uma ampla pesquisa de mercado realizada tanto no Brasil quanto na América Latina, o Prosper conta com vantagens como baixo custo de operação, longa vida útil e alta capacidade, podendo levar até 760 passageiros em sua versão urbana, composta por 4 carros.

No Brasil, o transporte metroferroviário está presente em apenas 13 regiões metropolitanas, de um total de 63 de médio e grande porte no país, segundo o estudo Setor Metroferroviário Brasileiro da ANPTrilhos. Por isso, a Marcopolo aposta no grande potencial desse mercado. “Aportamos a nossa expertise global em transporte coletivo neste novo projeto, pois acreditamos que os vários meios de transporte podem se complementar, contribuindo para a gestão pública da mobilidade, a redução de custos e tarifas e a melhoria da fluidez do trânsito nas cidades”, contextualiza James Bellini, CEO da Marcopolo.

A iniciativa da Marcopolo Rail surge a partir da Marcopolo Next, uma company builder com o objetivo de criar marcas, produtos e serviços focados na mobilidade e nas cidades. A Rail é a primeira spin-off de novos modais do grupo, que prioriza uma estratégia de diversificação de modelos de negócios complementares ao core business da empresa, que é o ônibus. O portfólio teve início em 2017, com o lançamento do People Mover, que vinha sendo desenvolvido desde 2014. Para o business head da Marcopolo Next e executivo responsável pela Marcopolo Rail, Petras Amaral, o objetivo é realmente revitalizar a indústria nacional ferroviária através de uma tecnologia 100% nacional e que pode estar dentro do crescimento de infraestrutura do país. Segundo ele, além da criação de postos de trabalho, o Prosper VLT também irá atuar na manutenção dessas vagas, pois dará um pontapé inicial nesse novo segmento, impulsionando a economia e dando protagonismo para a indústria brasileira.

Vários mercados estão na mira dos desenvolvedores do novo VLT, tanto para turismo quanto para transporte interurbano. O cliente para o qual a tecnologia foi desenvolvida, a Giordani Turismo, de Bento Gonçalves (RS), já teve seus dois carros entregues (na foto estão executivos das duas empresas). A partir dessa primeira entrega, novas negociações iniciaram com algumas cidades do Brasil. “Algumas tem objetivos mais turísticos, outras, urbanos. Outras querem a simples troca de material rodante, substituição. Estamos vendo potencial em regiões como Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo”, antecipa Amaral. O foco principal, nesse primeiro momento, é investir na malha ferroviária já existente no país, que é bastante extensa. Um grande benefício é que o veículo da Marcopolo é customizável, ou seja, o poder público pode fazer um investimento menor na implementação, que configuraria apenas na restauração da via. Amaral também enxerga oportunidades na maioria dos países da América Latina, como Chile, Colômbia, México e Peru. “Sabemos que esse é o começo de uma jornada. Começamos bem, porque já temos toda a capacidade e a capilaridade da rede da Marcopolo disponível. A partir disso, resta trabalhar para desenvolver o mercado”, projeta o executivo.