A construção já teve aporte de mais de R$ 760 milhões

A estimativa é que 50 mil veículos utilizem a travessia diariamente

Aguardada há mais de quatro décadas pelos gaúchos, a nova ponte sobre o Guaíba, ligando a Região Metropolitana ao Sul do Estado, foi oficialmente inaugurada nesta quinta-feira (10) com a presença do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e do presidente da República, Jair Bolsonaro, além de ministros e autoridades federais e locais.

Com 13,6 quilômetros de extensão, sendo 2,9 quilômetros só da ponte, a estrutura foi liberada para tráfego no vão principal e em três das alças de acesso: uma no sentido Porto Alegre-Litoral Norte, outra no sentido Porto Alegre-Região Sul e outra da Região Sul ao centro da capital. Para seguir em outras rotas, será preciso usar a ponte antiga.

A construção de uma nova ponte já teve aporte do governo federal de mais de R$ 760 milhões. A estimativa é que 50 mil veículos utilizem a travessia diariamente. Com isso, deverão ser reduzidos os congestionamentos na entrada da Capital, agravados pela necessidade de içamento ou falhas mecânicas do vão móvel da antiga ponte, construída na década de 1950.

Com uma estrutura em elevada, a estrutura tem vão principal com 28 metros de largura e 40 metros de altura em relação ao nível da água, o que permitirá a travessia do Delta do Jacuí sem interrupções do tráfego de veículos sobre a ponte para a passagem de navios. Além da nova ponte, o presidente inaugura mais 27 quilômetros de duplicação da BR-116, em Barra do Ribeiro, chegando a quase 60% de conclusão da obra entre Porto Alegre e Pelotas. Em seu discurso, Bolsonaro destacou que a prioridade da sua gestão é finalizar obras já iniciadas.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou algumas entregas que serão feitas no ano que vem pela União, como o restante da duplicação da BR-116, o contorno de Pelotas e a travessia urbana de Santa Maria, além de outras que serão iniciadas em breve e licitações e concessões que serão lançadas no Rio Grande do Sul, incluindo hidrovias, aeroportos regionais e rodovias.