Presos foram identificados pela polícia. PF não informa qual dos seguranças que agrediram João Alberto Silveira Freitas não possuía a Carteira Nacional de Segurança. Homem negro é espancado até a morte em supermercado do grupo Carrefour em Porto Alegre
Reprodução/Vídeo
Um dos seguranças preso pela morte do homem negro João Alberto Silveira Freitas, na noite de quinta-feira (19), em um supermercado do Carrefour, em Porto Alegre, não possuía o registro nacional para atuar na profissão, conforme a Polícia Federal.
O outro segurança tinha o documento registrado, que será suspenso. João Alberto foi espancado pelos dois, após um desentendimento. A PF não esclarece, no entanto, qual dos dois não tinha a Carteira Nacional de Vigilante.
A PF ainda confirma que a empresa de segurança responsável pelo supermercado tem cadastro regular e foi fiscalizada recentemente.
Confira a nota na íntegra
Porto Alegre/RS: em relação ao episódio ocorrido nessa quinta-feira (19/11), em que um homem foi agredido e veio a óbito em um supermercado de Porto Alegre, a Polícia Federal, em relação a atividade de fiscalização de empresas de segurança privada, informa:
1. A empesa de segurança citada em matérias jornalísticas possui cadastro regular na Polícia Federal e foi fiscalizada em 28 de agosto de 2020 (fiscalização anual ordinária), não tendo sido identificadas irregularidades em seu funcionamento.
2. Um dos homens envolvidos nas agressões é vigilante profissional, com Carteira Nacional de Vigilante (autorizado a abordagem ativa de contenção), porém, não há registro na Polícia Federal de seu vínculo profissional com a empresa contratante. A Carteira Nacional de Vigilante, documento expedido pela Polícia Federal, será suspensa.
3. O segundo homem envolvido na ocorrência não possui Carteira Nacional de Vigilante.
4. Em virtude do episódio, será feita fiscalização extraordinária na empresa pela Polícia Federal.
5. Caso confirmadas as irregularidades, a Polícia Federal poderá autuar e empresa e suspender a autorização de funcionamento.
Initial plugin text