Há 10 dias, em mensagem enviada à deputada federal Marília Arraes, candidata do PT a prefeita do Recife, Lula garantiu que se ela disputasse o segundo turno ele se mudaria temporariamente para o Estado onde nasceu e se engajaria em sua campanha.

Marília enfrentará seu primo João Campos (PSB) no segundo turno depois de quase tê-lo ultrapassado no primeiro. Seu desempenho foi além do previsto nas pesquisas de intenção de voto. Recife poderá ser a única capital onde o PT eleja o prefeito.

Mas não será fácil. O antipetismo na cidade quase catapultou para o segundo turno o candidato do DEM, Mendonça Filho. E conferiu à Delegada Patrícia, do PODEMOS, uma expressiva votação. Para os eleitores conservadores, Campos será um mal menor.